www.centrocelsofurtado.org.br

Imprimir Assine 
Compartilhe

El pensamiento de Celso Furtado y el Nordeste hoy


 

  • O pensamento de Celso Furtado e o Nordeste hoje.
    Celso Furtado, Tania Bacelar de Araújo, Liana Maria da Frota Carleial, Assuéro Ferreira, Mauricio C. Coutinho, Marcos Costa Lima, Vera Alves Cepêda, Aline Nadege de Menezes Sá, Cristovam Buarque, Clóvis Cavalcanti, Ricardo Ismael.
    Fotos de Gustavo Moura
    Rio de Janeiro: Centro Celso Furtado / Banco do Nordeste / Editora Contraponto, 2009
    246 páginas
    ISBN: 978-85-7866-020-8
 

 
 
 
Este livro é produto do Ciclo de Conferências sobre o Pensamento de Celso Furtado e o Nordeste hoje realizado pelo Centro Celso Furtado, em 2008, em três capitais nordestinas - Recife, João Pessoa e Fortaleza. A publicação faz parte do convênio inaugural entre o Centro Celso Furtado e o Banco do Nordeste do Brasil, e foi editada em parceria com a Editora Contraponto.
 
 
Orelha
 
No fim da década de 1950, durante o mandato presidencial de Juscelino Kubitschek, Celso Furtado liderou a Operação Nordeste, que produziu uma renovação de conhecimentos e práticas e levou à criação da Sudene, um marco em políticas de desenvolvimento no Brasil. O Estado desenvolvimentista começava a prestar atenção à nova questão regional, criada pelo surto de industrialização até então concentrado no Sudeste do país. Aumentava rapidamente o atraso relativo das demais regiões.
 
Em 50 anos, a partir do impulso da Sudene, o Nordeste se modernizou, mas a desigualdade social permanece elevada e os índices de desenvolvimento humano continuam abaixo das médias nacionais. Em 2008, o Centro Internacional Celso Furtado de Políticas para o Desenvolvimento organizou um ciclo de palestras sobre o pensamento de seu patrono e a questão regional, não para falar do passado, mas para, a partir dele, pensar o futuro. No Recife, com a colaboração da Fundação Joaquim Nabuco, em João Pessoa, com o apoio da Universidade Federal da Paraíba e da Secretaria de Planejamento, e em Fortaleza, em parceria com o Banco do Nordeste do Brasil, especialistas reviram questões antigas, repensaram trajetórias e abordaram os temas de hoje, em 10 intervenções divididas em três grandes temáticas: política regional, o pensamento de Celso Furtado e novos caminhos.
 
O resultado está neste livro. As abordagens são diferentes e complementares. Em todas está presente o espírito de um texto do próprio Furtado, escrito em 1984 e usado aqui como Introdução: “Na medida em que no Nordeste se constitua uma vontade política e que amadureça a consciência de que nossos problemas somente terão solução a partir da própria região, deixaremos de ser vistos com complacência, como dependentes incômodos ou como reserva de caça para aventureiros políticos. Então, recuperaremos o papel que já nos coube na condução dos destinos nacionais. E não será por falta de fé no futuro deste País que nós, nordestinos, deixaremos de cumprir a nossa missão na obra histórica de reconstrução que temos pela frente.” (CÉSAR BENJAMIN)
 
  




Centro Celso Furtado © 2011 - Todos los derechos reservados