www.centrocelsofurtado.org.br


Wilson Cano: A questão regional e urbana no Brasil


Imprimir



 

SANTOS, Adroaldo Quintela; GALVÃO, Antonio Carlos F.; BOLAÑO, César Ricardo Siqueira; FEIROSA, Cid Olival; PATRÍCIO, Inês; MACEDO, Mariano de Matos; D'OLIVEIRA, Nelson V. Le Cocq (Orgs.).

Wilson Cano: A questão regional e urbana no Brasil. São Paulo: Fundação Perseu Abrámo; Expressão Popular; ABED, 2021. 608 p.

| Livro online (Pdf)

 

Este livro é fruto de intenso trabalho coletivo, que reuniu duas editoras, uma associação nacional representativa dos economista (ABED) e muitos parceiros.

Como resultado desse movimento, temos nas mãos um conjunto com mais de 30 autores e autoras e seus 26 artigos cuidadosamente dedicados a valorizar a importância do professor Wilson Cano e seu pensamento sobre desenvolvimento regional e urbano brasileiro.

Dividido em três partes, a primeiro delas trata das questões de sua biografia, sua trajetória profissional e da importância de sua obra, a segunda parte aborda as questões regionais e urbanas que incidem sobre o desenvolvimento brasileiro no geral e, por fim, a terceira avança no tratamento de compartimentos territoriais específicos – sejam regiões, estados ou outros recortes quaisquer – para realçar a ampla linha de colaborações que Wilson Cano reuniu durante sua trajetória, como orientador e líder da pesquisa nessas temáticas no país.

Talvez como nenhum outro, Wilson Cano procurou cobrir o território nacional em busca das bases de explicação dos fenômenos regionais e urbanos que interessavam à compreensão de aspectos essenciais da dinâmica espacial do desenvolvimento brasileiro.

Destacamos a presença, no livro, de reprodução (em fac-símile) da carta de próprio punho endereçada por Celso Furtado ao Wilson Cano, com elogios ao seu livro Ensaios sobre a formação regional do Brasil (2002).

A edição conta também com um manifesto do Observatório da Democracia - organização que reúne as mais ativas fundações partidárias do Brasil, e um posfácio intitulado Por um projeto nacional de desenvolvimento (inspirado por Wilson Cano), de Antonio Carlos F. Galvão, Aristides Monteiro Filho, Carlos Antônio Brandão, Fábio Oliveira e Nelson Le Cocq. Nele, os autores procuram refletir sobre os elementos que, tendo povoado a agenda de pesquisa do mestre Cano, podem ser remodelados à luz de determinantes atuais para legar conhecimentos úteis à organização de estratégias futuras de desenvolvimento do Brasil.

A obra procurou estimular a discussão a partir das ricas percepções e ferramentas de análise de Wilson Cano, suas condições atuais e futuras do desenvolvimento brasileiro.

A conclusão de um trabalho tão abrangente não poderia caminhar em outra direção que não a de reafirmar, como Wilson Cano fez tantas vezes, nossa crença no Brasil.

Do mesmo modo, o livro pretende realizar um chamado político para o debate em torno à construção de uma nova agenda de desenvolvimento que ultrapasse o quadro de deterioração profunda dos processos sociais, políticos e econômicos que conformam o Brasil atual.






Centro Celso Furtado © 2006 - Todos os direitos reservados